INDUSTRIA DA EDUCAÇÃO

by

Por Patrícia Bravin

O sistema educacional que ainda predomina no Brasil foi inspirado no modelo industrial. Nossa escola é como a linha de montagem de uma fábrica: fabricamos robôs. O contexto da vida ficou afastado da escola, que parece mais como um presídio de alunos que, infelizmente, com toda as regras impostas pelo governo, impede o professor de tomar providências dentro de sua sala de aula. A educação moderna não tem como alvo o ser humano, nem sua formação integral, intelectual, física, estética, existencial, etc., mas busca, através de um sistema excludente, produzir as diferentes peças de uma engrenagem social.

A cartilha imposta pelo governo do nosso excelentíssimo salve, salve José Serra está longe de uma educação ideológica e sim perto de um regime militar que tratou como subversivo todo tipo de pensamento crítico, toda atitude corajosa e reflexiva. E hoje temos uma educação essencialmente passiva, fundada no acúmulo de dados, uma escola que, além de isolada do mundo e da vida, nomeia de “grade” o currículo e de “disciplina” os conteúdos. Toda esta aprovação continuada nos leva ao patamar de que menos sabemos; nossas crianças chegam aos 12 anos sem saber ler. É isto que queremos? Um Brasil de pessoas conformadas e ignorantes? Um Brasil de cultuadores de um sistema televisivo subversivo onde nos inculte a idéia de que heróis são os personagens do Big Brother.

Não! Eu nao quero este Brasil assim! Meu Brasil não!

Quero uma educação e uma escola com uma nova proposta, um novo modelo de escola que se dedica menos ao ensino e mais à aprendizagem, que não se satisfaz em ministrar somente conteúdos superficiais e que sim acompanha e estimula os alunos no exercício de suas diferenças, monitorando suas dificuldades e aptidões. Não é de reprovação que precisamos, mas de uma escola que se comprometa com qualquer aluno, que se dedique a cada um deles, que trabalhe em prol do seu sucesso, e, para isso, promova situações de aprendizagem cada vez mais elaboradas e integradas entre si. Precisamos de uma escola disposta a se transformar e crescer para atender às necessidades das diferentes crianças e jovens em seu processo de desenvolvimento. Uma escola que estimule a participação, a pesquisa e o pensamento crítico, uma escola democrática, que possa existir realmente para todos.

Precisamos ser mais participativos na comunidade porque somos parte dela.

Consciência no momento de votar!

<!– AddThis Button BEGIN –>
<div><a href=”http://www.addthis.com/bookmark.php?v=250&amp;pub=oceanoale&#8221; title=”Bookmark and Share” target=”_blank”><img src=”http://s7.addthis.com/static/btn/v2/lg-share-en.gif&#8221; width=”125″ height=”16″ alt=”Bookmark and Share” style=”border:0″/></a></div>
<!– AddThis Button END –>

Tags: , , ,

Uma resposta to “INDUSTRIA DA EDUCAÇÃO”

  1. verdedentro Says:

    Felizmente há alternativas para quem se recusa a encaixar seus filhos nesse modelo falido de educação. Infelizmente o acesso não é para todos.

    Estou falando (mais uma vez, pois sou uma entusiasta) da Pedagogia Waldorf, que está longe de ser perfeita, mas pra mim faz muito mais sentido do que a educação tradicional.

    Existem projetos maravilhosos, como o Projeto Salva Dor (http://www.projetosalvador.org.br/) comprometido com educação de verdade para crianças carentes. Se mais pessoas ligadas à educação ou ao terceiro setor se interessassem por essa pedagogia, talvez fosse possível elevar o nível da educação brasileira.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: