Archive for the ‘Alimentação’ Category

DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO

20/08/2011

(Fonte: Atitude Sustentável)

60% do lixo brasileiro é composto de materiais orgânicos. Parte dessa quantidade é de fato lixo, que pode passar por processos de compostagem, voltando a fazer parte do ciclo. Porém, parte dessa quantidade são alimentos que poderiam ter sido aproveitados antes de estragarem.

A situação é ainda mais grave quando se pensa que 65,8 milhões de brasileiros vivem em insegurança alimentar, que é a falta de acesso a alimentos. Além disso, 16% das crianças abaixo dos seus anos de idade são desnutridas.

Por isso, evitar o desperdício de alimentos é necessário não só para o meio ambiente, mas também para uma melhor qualidade de vida para a população.

Confira 10 dicas de como tornar o consumo de alimentos mais sustentável:

1. Só compre aquilo que realmente necessita. Fazer uma lista antes de ir ao mercado e comprar os itens anotados é uma maneira de não desperdiçar. Cuide também com as quantidades, para que os alimentos não estraguem antes de serem consumidos. O mesmo vale para itens não alimentícios, como roupas e eletrônicos – pense bem antes de escolher. Itens parados são caros para o meio ambiente.

2. Tente se informar sobre as marcas que consume, para verificar se os processos de produção são éticos e justos, assim como o preço praticado.

3. Quando comprar carnes, opte por comprar em açougues ou balcões de supermercado. As bandejas usam isopor, material prejudicial ao meio ambiente. Além disso, as embalagens prontas escondem uma parte da carne, que pode não ser de boa qualidade. Por fim, as bandejas não permitem a escolha exata da quantidade de carne adquirida, o que pode gerar desperdícios de alimento.

4. Pães frescos, de padaria, são menos prejudiciais ao meio ambiente que pães industrializados, que são embalados em plásticos e necessitam de mais transporte.

5. Quando um item é consumido em maior quantidade, opte por comprar embalagens maiores do que várias menores. Além de possivelmente economizar dinheiro, as embalagens maiores são mais econômicas para o transporte e produzem menos lixo.

6. Tente usar uma garrafa de água reutilizável, ao em vez de comprar várias embalagens. Além de evitar o uso e descarte das embalagens, a troca evita os os danos que a produção e transporte das embalagens causam no meio ambiente.

7. Opte por produtos com poucas embalagens, ou com embalagens de papel ao invés das de plástico, que são mais difíceis de serem recicladas.

8. Opte sempre que possível por alimentos frescos, ao invés daqueles que passaram por processos indústrias, evitando todo o tipo de gasto envolvido no processo, como energia, recursos naturais, transporte e embalagens.

9. Evite deixar alimentos se estragarem. Frutas podem ser usadas em bolos e geleias, enquanto verduras podem ser usadas em conservas, mantendo os alimentos por mais tempo.

10. Tente fazer somente a quantidade de comida necessária para aquela refeição, e reutilize as sobras. O site Love Food, Hate Waste (em inglês), indica as quantidades necessárias de alimentos por pessoa e dá dicas de como reutilizar determinados alimentos.

Veja a campanha do Instituto Akatu contra o desperdício de alimentos.

CULINÁRIA VIVA PARA CRIANÇAS

03/06/2010

Oficinas para crianças a partir de 4 anos, na Galleria Orgânica.

Saiba mais.

SEMANA DOS ORGÂNICOS

19/05/2010

Entre os dias 24 e 30 de maio acontece a VI Semana Nacional dos Orgânicos.

Agora que você já sabe o que os agrotóxicos podem causar em nosso sistema nervoso, que tal aderir de vez ao consumo de orgânicos?

Comprar produtos orgânicos no supermercado talvez não seja a opção mais econômica, mas cada vez mais surgem alternativas para tornar os orgânicos mais acessíveis, como por exemplo:

Sementes da Paz: rede de economia solidária que vende cestas de alimentos orgânicos a partir de R$ 30.

Feiras orgânicas: em São Paulo, a mais famosa é a do Parque da água Branca. Procure uma na sua cidade.

Saiba mais sobre os efeitos dos agrotóxicos em nossa saúde.

Conheça as vantagens dos alimentos orgânicos.

EFEITOS DOS AGROTÓXICOS NAS CRIANÇAS

18/05/2010

Um estudo da Academia Americana de Pediatria mostrou que o consumo de alimentos com agrotóxicos pode estar relacionado com um transtorno que afeta crianças e adolescentes.

Uma dieta de frutas, legumes, verduras e uma criança hiperativa. Entre elas, pode existir uma relação chamada agrotóxico

Os produtos químicos usados para melhorar a produção, livrar os alimentos das pragas, agem no sistema nervoso dos insetos e o efeito pode ser semelhante nas pessoas.

Para testar a ligação entre os agrotóxicos mais usados nos Estados Unidos com o transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, cientistas americanos e canadenses fizeram uma pesquisa com mais de 1,1 mil crianças de 8 a 15 anos.

Entre elas, 119 foram diagnosticadas com o transtorno. Ao analisar o resultado dos exames de urina dos jovens concluíram: os que tinham resíduos acima da média de um tipo de agrotóxico comum, chamado de organofosforado, apresentaram risco de desenvolver o déficit de atenção duas vezes maior que o resto do grupo.

Este foi o maior estudo em relação ao efeito dos agrotóxicos no comportamento infantil. Só nos Estados Unidos, o transtorno do déficit de atenção com hiperatividade atinge 4,5 milhões de crianças e a metade toma medicamentos para tentar controlar o distúrbio.

Se os agrotóxicos também podem provocar isso, a orientação dos médicos é: lave bastante os alimentos antes de comer e procure os que são produzidos sem agentes químicos. Alimentos saudáveis não só na aparência.

Assista ao vídeo da reportagem (Fonte: Jornal Nacional)

MULTIMISTURA

16/05/2010

Por Dra. Clara Brandão

Antigamente, o solo era rico e por isso os alimentos eram mais completos. Naquele tempo não se usavam produtos químicos. A poluição industrial, o uso de adubos químicos, hormônios em animais e pesticidas colaboram para que tenhamos menos saúde e contaminam o meio ambiente, o produtor e o consumidor.

O uso de concentrados de minerais e vitaminas (farelos, pó de folhas, pó de sementes, pó de casca de ovo) em doses mínimas, mas constantemente acrescidos à nossa alimentação tradicional, fornece nutrientes que são indispensáveis para:

– promover o crescimento (dentro e fora do útero),

– aumentar a resistência às infecções,

– prevenir e curar a anemia nutricional,

– diminuir diarréias,

– diminuir doenças respiratórias e

– manter a saúde.

A MULTIMISTURA:

Pode-se enriquecer a alimentação do dia-a-dia com uma farinha composta de:

– 70% de farelo (arroz e ou trigo) tostado,

– 15% de pó de folhas (mandioca, batata-doce, etc.),

– 15% de pó de sementes (gergelim, abóbora, linhaça, girassol).

Se tiver pó de cascas de ovo, a mistura fica assim:

– 70% de farelo tostado,

– 10% de pó de folhas verde-escuras,

– 10% de pó de sementes,

– 10% de pó de casca de ovo.

Usar uma colher de sopa por pessoa, por dia, dividida nas três refeições. Serve para todas as idades. É um alimento, não um medicamento. É a multimistura básica. Contém um concentrado de minerais e vitaminas. Funciona como o sal: um pouco todos os dias. Repõe nutrientes fundamentais como o zinco, magnésio, ferro, vitamina A, vitaminas do complexo B e outras.

Também reduz a absorção de metais nocivos como o mercúrio, chumbo, alumínio. Milagre? Não. Estamos repondo o que a natureza fez e o que foi retirado pela industrialização. “Bicho não come o que não presta”. Ou seja, um arroz branquinho, mas fraco, não é atacado por insetos e roedores, como é atacado o arroz integral, e se conserva por muito mais tempo. O comerciante vende mais e ganha mais.

PS: O farelo de trigo contém glúten.

Como muitas pessoas perguntam onde encontrar a Multimistura já pronta, informamos que pode ser procurada:

– na Pastoral da Criança de sua cidade;

– em Mercados Públicos;

– em lojas ou entrepostos de produtos naturais ou orgânicos;

– em mercados;

– em ONGs que trabalham com Alimentação Alternativa.

Saiba mais sobre a multimistura.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

07/05/2010

Na próxima segunda-feira, dia 10 de maio, às 19h acontecerá a palestra “A alimentação como um caminho para a saúde”, ministrada por Denise Haddad, culinarista e consultora em alimentação natural, na Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ), em São Paulo.

Serão abordados temas como:

• A sabedoria do corpo

• A intuição alimentar

• Indicativos da saúde (vitalidade / obesidade)

• Alimentos vivos

• Fontes de energia

• A história dos alimentos

“A alimentação como um caminho para a saúde”
Palestrante: Denise Haddad
Dia e Horário: 10 de maio de 2010 (segunda-feira), às 19h.
Local: UMAPAZ – Avenida IV Centenário, 1268, Portão 7A – Parque Ibirapuera.

Não é necessário se inscrever. Pede-se chegar com 15 minutos de antecedência.

Enquanto isso, se quiser experimentar uma receita saudável, que tal um suco verde?

Veja os benefícios da clorofila para a saúde:

– Estimula a limpeza do intestino
– Desintoxica o fígado
– Aumenta a produção de hemoglobina
– Auxilia na absorção de cálcio
– Retarda o envelhecimento
– Acelera o processo de cicatrização
– Elimina odores do corpo
– Limpa dentes, gengivas e elimina o mau hálito
– Fortalece o sistema imunológico
– Regula a menstruação
– Neutraliza as toxinas ingeridas
– Evita e melhora problemas com excesso de açúcar no sangue

E aí vai a receita:

Suco verde

1 pedaço de abacaxi
1 folha de couve
4 folhas de hortelã
3 folhas de manjericão
3 folhas de salsa
1 colher (chá) de mel ou melado (opcional)
2 folhas de agrião
1/3 beterraba
1 copo de água mineral
1 pedaço pequenino de gengibre

Coloque no liquidificador o abacaxi com o copo de água, acrescente a couve, as ervas e os demais ingredientes.
Depois de liquefeitas, adicionar limão e mel ou melado.

Fonte: blog Denise Haddad

CORANTES X CRIANÇAS

27/04/2010

Por Milla Rúbia*

Inquietação do bebê sem relações patológicas, transtorno do déficit de atenção (TDAH), distúrbio de aprendizagem, alergias. Todos esses estados clínicos na infância afetam negativamente o desenvolvimento geral da criança. Suas manifestações mostram-se nítidas no desequilíbrio psicológico: aflição e inquietude. Mas, será o desequilíbrio psicológico uma causa ou conseqüência? Leia o restante deste artigo »

*Engenheira de Alimentos e autora do blog Nutracêuticos & Foshu

TRANSGÊNICOS E AGROTÓXICOS

18/04/2010

Data: 26 de abril
Horário:14h00 às 18h00
Local: Auditório do CREMESP, Rua da Consolação, 753, Centro, São Paulo, SP
Realização: Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor e Conselho Regional de Medicina de São Paulo – CREMESP

Saiba mais.

NOSSOS FILHOS NOS ACUSARÃO

11/02/2010

Se você ainda faz parte do grupo que acha que alimentos orgânicos são um “luxo desnecessário”, agora tem mais uma oportunidade de rever seus conceitos e expandir sua consciência para a importância de uma alimentação saudável e livre de agrotóxicos e transgênicos.

As consequências do uso indiscriminado de pesticidas no cultivo de alimentos são retratadas no documentários francês Nos Enfants Nous Accuseront (Nossos Filhos nos Acusarão).

Saiba mais sobre os efeitos dos agrotóxicos no meio ambiente e em nosso organismo.

CARNE DE VITELA

09/01/2010

Talvez você tenha chegado até aqui em busca de uma boa receita de carne de vitela, então vamos lá:

Ingredientes:

1 bezerro macho recém-nascido

Modo de preparo:

Separe o bezerro de sua mãe logo ao nascer. Confine o filhote em um estábulo minúsculo para que ele não possa se movimentar, assim a carne permanecerá branca e macia. 

Forneça-lhe uma alimentação pastosa e calórica, com uma quantidade mínima de ferro, para que ele não morra até o abate, mas se torne anêmico.

Atenção: mantenha-o longe de objetos de metal ferruginoso, pois com a falta de ferro ele pode tentar comê-los ou ainda comer as próprias fezes em busca de resíduos do mineral.

Não dê água ao bezerro, a alimentação deve ser líquida ou pastosa, para que ele coma até mesmo quando tem apenas sede e, assim, engorde mais rapidamente.

Para evitar que o animal entre em desespero e agitação, mantenha-o no escuro durante 22 horas por dia, acendendo a luz apenas durante a manutenção do estábulo.

Após 4 meses o bezerro estará pronto para o abate.

<div><a href=”http://www.addthis.com/bookmark.php?v=250&amp;pub=oceanoale&#8221; title=”Bookmark and Share” target=”_blank”><img src=”http://s7.addthis.com/static/btn/v2/lg-share-en.gif&#8221; width=”125″ height=”16″ alt=”Bookmark and Share” style=”border:0″/></a></div>
<!– AddThis Button END –>