Posts Tagged ‘atitudes sustentáveis’

ARTE-MÍSIA

04/01/2011

Anúncios

DIA MUNDIAL SEM CARRO

22/09/2010

É hoje!

Deixe o carro na garagem, ande a pé, de bicicleta, de metrô…

Faça a sua parte e descubra uma cidade melhor.

Saiba mais.

RECICLE, REUSE, REUTILIZE

15/09/2010

Mais uma dica para reutilizar materiais que seriam descartados:

Fecho para selar hermeticamente sacos plásticos

Corte uma garrafa de água mineral mantendo o gargalo e a parte superior. Insira o saco plástico no gargalo  feche a tampa. 


Simples, rápido e eficiente!

MENOS SABÃO, MAIS SAÚDE

26/08/2010

Outro produto que promete reduzir os danos ao meio ambiente é a Okoball.

A Okoball é constituída por cerâmicas naturais e ímãs permanentes, contidos numa esfera plástica não tóxica. A ação das ondas magnéticas quebra as combinações do Hidrogênio da molécula em pequenos aglomerados e os força a estarem ativos, aumentando o movimento molecular. Essa ação aumenta a penetração da água no tecido, trazendo resultados com diminuição em 80% de produtos químicos na lavagem de roupas e 100% de benefícios para o meio ambiente.

Quando comparado ao processo normal de lavagem de roupas, diminui os riscos alérgicos causados pelos produtos químicos, elimina os micro-organismos patogênicos, é recomendada para lavagens de roupas de crianças e pessoas com pele sensível e com tendência a alergias, proporcionando conforto, bem-estar e economia.

Saiba mais.

ALTERNATIVA PARA MULHERES ECOLÓGICAS

26/08/2010

Já divulgamos aqui os absorventes de tecido reutilizáveis, como alternativa ecológica aos absorventes descartáveis que, além de produzirem muito lixo, podem prejudicar a saúde da mulher.
Há ainda uma opção mais prática e que tem sido testada e aprovada por muitas mulheres. É o Mooncup, um copo de silicone macio e hipoalergênico, que funciona como recipiente do fluxo menstrual, ao invés de absorvê-lo.
Diferente de absorventes internos e externos, o Mooncup é reutilizável e com o cuidado adequado pode durar vários anos.
O copo menstrual Mooncup não contém alvejantes, desodorantes ou gel absorvente. Ele não interfere na flora vaginal saudável, nem foi
associado à síndrome do choque tóxico, como alguns absorventes internos. Também não é testado em animais, é um produto vegano! 
A superfície macia do copo permite que o muco das membranas da parede vaginal continue a exercer suas funções essenciais de proteção e limpeza. O Mooncup  não absorve os mecanismos de defesa natural do seu corpo.

O produto ainda não está amplamente disponível para venda no Brasil, mas já conta com revendedores. O preço médio é de R$ 85.

Saiba mais.

E-mail para contato e encomendas: luisacassettari@yahoo.com.br

SAQUINHOS DE LIXO ECOLÓGICOS

26/08/2010

Por Juliana Valentin*, do blog De Verde Casa:

A grande justificativa das pessoas que dizem que “precisam” de sacolinhas plásticas é a embalagem do lixo.

Mas será que não dá pra diminuir a quantidade de plástico no lixo?

Melhor do que encher diversos saquinhos plásticos ao longo de uma semana é usar um único saco plástico dentro de uma lixeira grande na área de serviço, por exemplo, e ir enchendo-o por alguns dias com os pequenos lixinhos da casa (da pia, do banheiro, do escritório). Se o lixo é limpo, como de escritório, pode ir direto para a lixeira sem proteção.

No caso dos lixinhos da pia e do banheiro um bom substituto da sacolinha é o saquinho de jornal. Ele mantém a lixeira limpa, facilita na hora de retirar o lixo e é facílimo de fazer. Leva 20 segundos. A idéia veio do origami, que ensina essa dobradura como um copo. Em tamanho aumentado, feito de folhas de jornal, o copo cabe perfeitamente na maioria dos lixinhos de pia e banheiro que existem por aí. Veja passo-a-passo como fazer:

1. Você pode usar uma, duas ou até três folhas de jornal juntas, para que o saquinho fique mais resistente. Tudo no origami começa com um quadrado, então faça uma dobra para marcar, no sentido vertical, a metade da página da direita e dobre a beirada dessa página para dentro até a marca. Você terá dobrado uma aba equivalente a um quarto da página da direita, e assim terá um quadrado: 

2. Dobre a ponta inferior direita sobre a ponta superior esquerda, formando um triângulo, e mantenha sua base para baixo:

3. Dobre a ponta inferior direita do triângulo até a lateral esquerda. Vire a dobradura “de barriga para baixo”, escondendo a aba que você acabou de dobrar:


4. Novamente dobre a ponta da direita até a lateral esquerda, e você terá a seguinte figura:

5. Para fazer a boca do saquinho, pegue uma parte da ponta de cima do jornal e enfie para dentro da aba que você dobrou por último, fazendo-a desaparecer lá dentro:

6. Sobrará a ponta de cima que deve ser enfiada dentro da aba do outro lado, então vire a dobradura para o outro lado e repita a operação:

7. Se tudo deu certo, essa é a cara final da dobradura:

8. Abrindo a parte de cima, eis o saquinho!

9. É só encaixar dentro do seu cestinho e parar pra sempre de jogar mais plástico no lixo!

 

SEMANA DOS ORGÂNICOS

19/05/2010

Entre os dias 24 e 30 de maio acontece a VI Semana Nacional dos Orgânicos.

Agora que você já sabe o que os agrotóxicos podem causar em nosso sistema nervoso, que tal aderir de vez ao consumo de orgânicos?

Comprar produtos orgânicos no supermercado talvez não seja a opção mais econômica, mas cada vez mais surgem alternativas para tornar os orgânicos mais acessíveis, como por exemplo:

Sementes da Paz: rede de economia solidária que vende cestas de alimentos orgânicos a partir de R$ 30.

Feiras orgânicas: em São Paulo, a mais famosa é a do Parque da água Branca. Procure uma na sua cidade.

Saiba mais sobre os efeitos dos agrotóxicos em nossa saúde.

Conheça as vantagens dos alimentos orgânicos.

MAIS SOBRE PAPEL

17/05/2010

E falando em papel, você sabe o que fazer com o papel higiênico? Jogar no lixo ou no vaso sanitário? O que é mais ecológico?

Veja o que dizem sobre esse assunto polêmico: 

“Papel no Vaso” – por Erich Burger, do Planeta Sustentável.

“Papel higiênico: um assunto enrolado” – por Radamés Manosso em seu blog

WINDOW FARMS

17/04/2010

Por Muriel Gavira*

Window Farms Project é um novo movimento nascido em Nova Iorque que se espalhou para outras grandes cidades, como Hong Kong, Vancouver e Chicago. 

As “Fazendas de Janela” são jardins hidropônicos verticais construídos com módulos, geralmente reutilizando garrafas PET e outros materiais descartados.

Britta Riley e Rebecca Bray iniciaram o projeto em fevereiro de 2009 e desde então surgiram 29 melhorias no design original vindas de várias partes do mundo.

Mas, esse não é apenas um movimento ambiental-orgânico ou de pessoas que querem economizar plantando sua própria comida. Esse é também um movimento social onde há reunião de pessoas em torno do tema procurando soluções tecnológicas para tornar sua “fazenda” cada vez mais produtiva, saudável e bonita.

A meta do movimento é primeiro, ajudar as pessoas a cultivar sua própria comida na janela de seus apartamentos. A segunda meta é criar uma colaboração em torno do desenvolvimento do sistema de cultivo em si. Assim, a questão da participação é chave para o progresso do movimento e para a produtividade das fazendas. 

No site você encontra manuais de instrução de como montar e manter sua Fazenda de Janela e aqui divide suas experiências e dúvidas com outras pessoas que fazem o mesmo.

Há ainda perfis e formas de se informar e trocar informações em sites de relacionamento como Youtube e Facebook. Você pode saber um pouco mais da história do projeto e ver como o sistema funciona nesse vídeo em inglês:

A ideia é ótima! Você tem ai uma janelinha dando bobeira e gostaria de ter algumas ervas e verduras frescas para o jantar? Dêem uma olhadinha no site e bom cultivo pra vocês!!

*Muriel Gavira é pesquisadora da área de Sustentabilidade do Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético da UNICAMP.

EVITE O HORÁRIO DE PICO

07/04/2010

Não é só o trânsito das grandes cidades que fica caótico na hora do rush, a rede elétrica também fica sobrecarregada entre as 18h e 21h, horário em que lâmpadas, chuveiros, eletrodomésticos, além da iluminação pública, estão em funcionamento, todos ao mesmo tempo.

E como a energia elétrica não pode ser armazenada depois que é produzida, se o consumo no horário de pico for muito elevado serão necessárias novas usinas só para atender a essa demanda.

Por isso, faça sua parte: 

• Evite ligar muitos aparelhos e lâmpadas nesse horário. Use só o necessário, um de cada vez .

• Se possível, escolha outro horário para o banho. 

• E, nunca é demais lembrar, troque lâmpadas comuns (incandescentes) por fluorescentes. Elas custam mais, mas além da economia de energia (cerca de R$ 2 ao mês por lâmpada), duram muito mais.

ATENÇÃO: as lâmpadas fluorescentes, apesar de mais eficientes, contém mercúrio, metal altamente poluente e prejudicial à saúde, portanto, devem ser descartadas corretamente.

Veja algumas empresas que fazem a coleta de lâmpadas fluorescentes:

Apliquim (SP): www.apliquim.com.br 
Tramppo (SP): www.tramppo.com.br 
Naturalis Brasil (SP): www.naturalisbrasil.com.br 
Brasil Recicle (SC): www.brasilrecicle.com.br 
Bulbox (PR): www.bulbox.com.br 
Mega Reciclagem (PR): www.megareciclagem.com.br 
Sílex (RS): www.silex.com.br 
HG Descontaminação (MG): www.hgmg.com.br