Posts Tagged ‘Consumo Consciente’

PARA REFLETIR ANTES DE CONSUMIR

12/12/2010

OS PREÇONHENTOS

Por Luciano Pires*

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados. Um determinado produto que o Brasil fabrica um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões… A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante. Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas… Com preços que são uma fração dos praticados aqui.

Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares. Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo. Que acrescidos de impostos e benefícios, representam quase 600 dólares. Comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios…

Hora extra? Na China? Esqueça. O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego, que trabalha horas extras sabendo que nada vai receber…

Essa é a armadilha chinesa. Que não é uma estratégia comercial, mas de poder. Os chineses estão tirando proveito da atitude dos marqueteiros ocidentais, que preferem terceirizar a produção e ficar com o que “agrega valor”: a marca. Dificilmente você adquire nas grandes redes dos Estados Unidos um produto feito nos Estados Unidos. É tudo “made in China”, com rótulo estadunidense. Empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas… Mesmo ao custo do fechamento de suas fábricas.

É o que chamo de “estratégia preçonhenta”.

Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila as táticas para dominar no longo prazo. As grandes potências mercadológicas que fiquem com as marcas, o design… Os chineses ficarão com a produção, desmantelando aos poucos os parques industriais ocidentais. Em breve, por exemplo, não haverá mais fábricas de tênis pelo mundo. Só na China. Que então aumentará seus preços, produzindo um “choque da manufatura”, como foi o do petróleo. E o mundo perceberá que reerguer suas fábricas terá custo proibitivo. Perceberá que tornou-se refém do dragão que ele mesmo alimentou. Dragão que aumentará ainda mais os preços, pois quem manda é ele, que tem fábricas, inventários e empregos… Uma inversão de jogo que terá o impacto de uma bomba atômica. Chinesa.

Nesse dia, os executivos “preçonhentos” tristemente olharão para os esqueletos de suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando bocha na esquina, para as sucatas de seus parques fabris desmontados. E lembrarão com saudades do tempo em que ganharam dinheiro comprando baratinho dos chineses e vendendo caro a seus conterrâneos…

E então, entristecidos, abrirão suas marmitas e almoçarão suas marcas.

*Luciano Pires é escritor, radialista e palestrante

Leia também o post “No Natal, dê dignidade”

Anúncios

CONSCIENTE COLETIVO

08/10/2010

A série de animações “Consciente Coletivo” é exibida durante os intervalos da programação da TV Futura e aborda o tema do consumo consciente. 

As animações, feitas com papel, são u projeto do Canal Futura e do Instituto Akatu, além de serem exibidas na tv, compõem um kit educativo que será distribuído em mil instituições do país, com sugestões de uso pedagógico.

Saiba mais sobre essa iniciativa.

DÊ UM MUNDO MELHOR DE PRESENTE

20/09/2010

Esse é o slogan da loja virtual Revira Ideias, que vende produtos desenvolvidos em material reciclado, reaproveitado, reciclável ou biodegradável.   

Seus parceiros são artesãos e designers nacionais. Comprando seus produtos você estará fomentando um mercado ético e sustentável, que gera uma distribuição econômica mais justa e menos resíduos ao nosso planeta.

McCOPOS TÓXICOS

04/06/2010

Só para se ter uma ideia do perigo que brindes e brinquedos de procedência duvidosa podem representar a nossa saúde e principalmente a de nossas crianças:

McDonald’s faz recall de 12 milhões de copos com metal tóxico

(Fonte: Reuters) – O McDonald’s anunciou o recall de 12 milhões de copos de vidro temáticos – do filme Shrek – nos Estados Unidos, depois que a Comissão de Segurança de Produtos ao Consumidor (CSPC) alertou sobre o uso dos copos que contêm cádmio, um metal tóxico, segundo a imprensa.

Conforme informaram a Associated Press e a BBC, foi encontrado cádmio na pintura usada para desenhar os personagens do filme no copo, que era vendido no McDonalds’s por 2 dólares cada.

“Acreditamos que o copo do Shrek é seguro para o consumo”, disse o porta-voz do McDonald’s nos Estados Unidos Bill Whitman à BBC. Mas “para assegurar que nossos consumidores recebam produtos seguros de nós, tomamos a decisão de parar de vendê-los e voluntariamente fazer um recall destes produtos imediatamente”.

O cádmio é um elemento cancerígeno que, de acordo com pesquisas, pode causar enfraquecimento dos ossos e problemas renais graves.

Via UOL.

Veja outros post sobre o McDonald’s:

Sustentabilidade para brasileiro ver.

McLanche Infeliz.

Não se deixe enganar!

ELETRÔNICOS VERDES (OU NEM TANTO)

27/05/2010

Saiu mais um Guia de Eletrônicos Verdes publicado trimestralmente pelo Greenpeace.

“No ranking, queda vertiginosa para Samsung, Toshiba e Dell, penalizadas por não cumprirem o compromisso de eliminar substâncias tóxicas de seus produtos. Na liderança, Nokia, Sony e Philips, que além de eliminar químicos perigosos, tiveram bons desempenhos em quesitos energéticos.”

Confira o ranking (em inglês).

LIXO ELETRÔNICO

20/05/2010

Fonte: IHU On-line

Milhares de toneladas de lixo eletrônico seguem sem destino correto para os aterros sanitários, onde poluem o solo, lençóis freáticos e compromete a vida dos seres humanos. O consumo frenético e inconsciente somado a falta de uma política mundial para lidar com o problema agrava ainda mais a situação.

Seu computador estraga ou você decide comprar um novo celular. O que você faz com o equipamento antigo? Segundo o professor de Engenharia de Materiais da UFGRS, Hugo Veit, os brasileiros produzem cerca de 300 mil toneladas de resíduo eletrônico anualmente. Infelizmente, o país ainda não tem locais apropriados para descarte desses equipamentos.

Em entrevista, por telefone, à IHU On-Line, Veit alerta para os riscos ambientais que os resíduos eletrônicos podem trazer. “A composição química desses resíduos é muito variada. Se esses metais forem descartados de forma incorreta na natureza, eles vão contaminar o solo, o lençol freático, a água, e, de uma forma ou de outra, isso volta para nós”, destaca. Para o professor, uma das formas para evitar a grande produção deste tipo de lixo é frear o consumismo, uma tarefa nada fácil. “É difícil desmaterializarmos. Temos a vontade de sempre acompanhar a tecnologia, com equipamentos mais novos”, defende.

Confira a entrevista no Mercado Ético.

Saiba onde descartar celulares e baterias.

DIA DAS MÃES

07/05/2010

Por Gabriela Guenther

Outro dia ouvi alguém dizer: “Se você quer agradar alguém, agrade seus filhos primeiro” e é a mais pura verdade. Sem hipocrisia: nada faz uma mãe mais feliz do que ver os filhos felizes e saudáveis. 

Portanto, se você ainda não comprou um presente para sua mãe e pretende enfrentar o shopping ou um restaurante lotado no domingo, pense bem. Pra quê colaborar com o consumo insano de uma data puramente comercial? Ou precisamos de um dia no ano para lembrar de nossas mães?

Será que uma bolsa, um sapato ou um celular novo vão deixar sua mãe verdadeiramente feliz? Claro que todo mundo gosta de ser lembrado, mimado e até presenteado, mas há opções mais originais. Parar na floricultura no caminho para a casa da sua mãe não é lá um jeito muito especial de agradecer por ela ser sua mãe é? 

O presente pode até ser útil, mas o que guardamos mesmo são os momentos simples do dia a dia e a alegria de ver que aquela pessoinha que criamos com tanto carinho e dedicação é capaz de ser feliz. 

Palavra de mãe.

ÁGUA ENGARRAFADA

07/04/2010

Se você adorou o vídeo A História das Coisas, também vai gostar de A História da Água Engarrafada, da mesma produtora, Annie Leonard.

O vídeo mostra como a indústria da água engarrafada e a publicidade querem nos fazer acreditar que a água engarrafada é a mais segura para se beber, o que nem sempre é verdade.

A água engarrafada está sendo considerada a nova vilã do meio ambiente e símbolo do desperdício.

Assista também ao documentário Flow: por amor à água.

É PÁSCOA DE NOVO

01/04/2010

No ano passado já falamos sobre a Páscoa e seu real significado (leia o post), mas nunca é demais lembrar que, assim como o Natal, a Páscoa é uma data que não deveria ter nada a ver com consumismo. 

Ser um consumidor consciente não quer dizer que você precise ficar de fora e muito menos deixar seus filhos de fora da festa que é procurar e saborear os ovos de chocolate. Mas você não precisa comprar o ovo da Barbie, do Ben 10 ou do Corinthians, precisa? Que tal encomendar um ovo artesanal daquela sua vizinha prendada?

A RESPONSABILIDADE DA ESCOLHA

25/08/2009
Por Filipe Paiva
O Verde Dentro está sempre chamando a atenção para a alimentação consciente, seja em nossas matérias ou divulgando os mais recentes estudos científicos na área da saúde.
Alimentar-se não é apenas uma saciação da fome, um desfrute do paladar ou um motivo para a socialização. A cada escolha na prateleira do supermercado, estamos tomando uma decisão política.
Hoje a Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre o crescente processo de conscientização pela população sobre o comércio sustentável. Se parar de comer carne, ovo e laticínios ainda não é a sua opção, então ao menos você deveria escolher produtores que prezem pelo bem estar animal.
Campanhas mundiais contra grandes redes de fast food já têm conseguido que parte dos animais sejam criados com menos crueldade, como evitando a extração dos bicos dos frangos ou dos dentes dos porcos. Mas isso ainda é insignificante perante o grande consumo.
É nessa luta que se encontra o movimento “Pelo Fim do Confinamento Intensivo Animal”, fruto da união de esforços da Humane Society International e a ARCA Brasil.
Informe-se. Reeduque-se. Faça a diferença!
hsi.org/brasilconfinamento

Por Filipe Paiva

O Verde Dentro está sempre chamando a atenção para a alimentação consciente, seja em nossas matérias ou divulgando os mais recentes estudos científicos na área da saúde.

Alimentar-se não é apenas uma saciação da fome, um desfrute do paladar ou um motivo para a socialização. A cada escolha na prateleira do supermercado, estamos tomando uma decisão política.

Hoje a Folha de São Paulo publicou uma matéria sobre o crescente processo de conscientização pela população sobre o comércio sustentável. Se parar de comer carne, ovo e laticínios ainda não é a sua opção, então ao menos você deveria escolher produtores que prezem pelo bem estar animal.

Campanhas mundiais contra grandes redes de fast food já têm conseguido que parte dos animais sejam criados com menos crueldade, como evitando a extração dos bicos dos frangos ou dos dentes dos porcos. Mas isso ainda é insignificante perante o grande consumo.

É nessa luta que se encontra o movimento “Pelo Fim do Confinamento Intensivo Animal“, fruto da união de esforços da Humane Society International e a ARCA Brasil.

Informe-se. Reeduque-se. Faça a diferença!